Normas para Publicação

Normas para Publicação

Normas para Publicação na Revista Pensando Famílias
 
Linha editorial
“Pensando Famílias” é uma publicação regular do DOMUS - Centro de Terapia de Casal e Família visando a divulgação de artigos inéditos referentes à área de família. As modalidades dos trabalhos aceitos incluem artigos teóricos, relatos de pesquisa e casos clínicos, artigos de revisão e/ou atualização, resenhas e outros que serão submetidos para avaliação da Comissão Editorial, Conselho Editorial e, se necessário, Consultor ad hoc.
 
Encaminhamento do trabalho à Comissão Editorial
Solicita-se que o encaminhamento do manuscrito seja encaminhado ao DOMUS através do e-mail domusctf@terra.com.br ou domus@domusterapia.com.br, colocando o e-mail, endereço e telefone para contato no e-mail do envio. O DOMUS envia, em resposta, para o autor um e-mail confirmando o recebimento do artigo.
 
Estilo editorial
A revista Pensando Famílias, a partir do volume 5, passou a adotar como base e normas de publicação o estilo editorial da APA, American Psychological Association, publicada em Português como American Psychological Association (2012). Manual de publicação da APA (6ª ed.). Porto Alegre: Penso. Os trabalhos que não corresponderem às normas de publicação aqui descritas, não serão avaliados. O autor será informado sobre o aceite ou não de seu trabalho. O material enviado não será devolvido ao autor.
 
Procedimentos éticos
No caso de estudos envolvendo seres humanos, será exigida, nos termos das Resoluções 466/12 e 251/97 do Conselho Nacional de Saúde, a informação sobre os procedimentos éticos utilizados, como o Termo de Consentimento Livre Esclarecido.
 
Reformulação do artigo e procedimentos para a avaliação final
Os autores dos artigos recomendados para publicação mediante modificações segundo as sugestões dos consultores deverão encaminhar o artigo reformulado, informando a aceitação das reformulações sugeridas.
 
Formatação a ser seguida
Fonte: Arial, 10.
Margem: superior, inferior, direita, esquerda: 2,5 cm.
Espaço: duplo, incluindo tabelas e figuras.
Numeração de páginas: direita superior.
Nº de folhas: o artigo deverá ter no mínimo 10 folhas e no máximo 20 folhas A4.
Alinhamento: justificado.
Destaques: Palavras, expressões ou pequeno texto que o autor quer destacar, deve colocar em itálico, e não em negrito ou sublinhado.
Título: Principal: centralizado, em negrito, com letras maiúsculas e minúsculas com, no máximo, 15 palavras. O título deve ter a tradução para o inglês.
Autor: Colocar o(s) nome(s) completo(s), logo abaixo do título. A respectiva filiação institucional e/ou informações adicionais devem ficar em nota de rodapé.
Resumo e Abstract: O resumo em português deve conter 100 a 150 palavras. Abstract em inglês deve ser fiel ao resumo, ambos em itálico.
Palavras-chave e keywords: Colocar de três a cinco palavras-chave em português e em inglês, separadas por ponto e vírgula (;), e ponto no final. Devem ser compatíveis com o texto do resumo.
Texto: Deve ser apresentado de forma contínua. Não inicie nova página a cada subtítulo. Separe-os usando uma linha em branco.
Parágrafos: Use recuo de sete espaços na primeira linha de todos os parágrafos.
Subtítulo: O início do subtítulo deve ser com letra maiúscula e as demais em minúsculas, em negrito.
Notas de rodapé: Devem ser evitadas, se possível. A inclusão de figuras ou tabelas deve ser inserida no local certo dentro texto.
 
Citações
Citações que possuam mais de 500 palavras, não devem ser utilizadas assim como reprodução de uma ou mais figuras, tabelas ou outras ilustrações. Estas, para serem utilizadas, devem ter permissão escrita daquele que possui os direitos autorais do trabalho original e serem referidas no texto.
Todos os nomes de autores cujos trabalhos forem citados devem ser seguidos da data de publicação, ex. (Andersen, 2001). As citações literais com até 40 palavras devem ser digitadas no texto, entre aspas. As citações exigem a referência ao número da página do trabalho citado ao final e entre parêntesis, ex. (p. 175). A pontuação deve vir depois do fechamento das aspas e da colocação do autor e ano entre parêntesis. 
Citações longas devem ser destacadas com recuo da margem esquerda de sete caracteres até o final da margem direita, espaço duplo e fonte 10, sem aspas. No final da citação, colocar entre parêntesis o autor, ano e página. Citações secundárias devem ser evitadas ou, se forem necessárias, informar as referências originais da seguinte forma: sobrenome do autor da citação original, data, In, nome do autor da obra consultada e data de publicação, ex. (Jay Haley, 1976, In Imber-Black, 1994).
 
Citações de textos com autoria múltipla
Dois autores: cite os dois nomes sempre que o artigo for referido no texto, acompanhado da data do estudo entre parêntesis.
Três a cinco autores: cite todos os autores na primeira referência, seguidos da data do estudo entre parêntesis. A partir da segunda referência, utilize o sobrenome do primeiro autor seguido de “et al.” e da data, caso seja a primeira citação no parágrafo.
Seis ou mais autores: cite apenas o sobrenome do primeiro autor, seguido de “et al.” e da data. Porém, na seção de Referências todos os nomes dos autores deverão ser relacionados.
 
Citações com autores diferentes e obras diferentes
Colocar os autores por ordem alfabética seguido do ano da obra referida em Referências.
 
Citação de obras antigas e reeditadas
Utilize o seguinte formato: Autor (data de publicação original/data de publicação consultada).
 
Citações com autores diferentes e uso do “e” – “&”
Quando os autores estiverem entre parêntesis, acrescentar “&” antes do último autor.
Ex.: (Moody & White, 2003); (Boscolo, Cecchin, Hoffman & Penn, 1993).
Quando os autores estiverem fora dos parêntesis no texto, acrescentar antes do último autor “e”, quando o artigo estiver em português e “and” quando o artigo estiver em inglês.
Ex.: Moody e White (2003); Boscolo, Cecchin, Hoffman e Penn (1993).
 
Citação com alteração em sua fonte que requerem explicação
Omitindo material: use reticências ... em uma oração para indicar que foi omitido material da fonte original. Use quatro pontos para indicar omissão entre duas orações. O primeiro ponto indica o final da primeira oração citada, e os outros pontos de reticências. Não use reticências no início ou no fim de qualquer citação a menos que, para prevenir enganos de citação, seja necessário enfatizar que a citação começa ou termina em meio de frase.
Inserindo material: use colchetes, e não parêntesis para incluir material (acréscimos ou explicações) inserido numa citação por alguém que não o autor original.
Enfatizando: se deseja enfatizar uma palavra ou palavras em uma citação, coloque-as em itálicos e acrescente em colchetes [itálicos nossos].
 
Citação coloquial
Após uma citação coloquial reproduzindo a fala de uma pessoa, colocar [sic].
 
Aspas duplas

  1. Use na introdução de palavra ou locução com sentido irônico, uma gíria ou uma expressão inventada. As aspas são usadas apenas na primeira vez que a palavra ou locução é usada.
  2. Para o destaque de um título de um artigo em um periódico ou de um capítulo de um livro, quando mencionado no texto.
  3. Para reproduzir itens de testes, questionários, etc., ou instruções para os participantes. Se as instruções forem longas, isole-as do texto em formato de bloco, sem aspas.
 
Não use aspas duplas
  1. Para identificar os limites de uma escala. Use o itálico.
  2. Para citar uma letra, palavra, locução ou oração como exemplo linguístico. Use o itálico.
  3. Para introduzir um termo técnico ou chave. Use o itálico.

 
Números
Use algarismos para expressar números iguais ou maiores que 10 e palavras para expressar números menores que 10.
 
Referências
A lista de referências comprova o artigo de uma revista, proporcionando as informações que identificam as fontes que foram utilizadas. Portanto, os autores devem incluir somente as fontes que foram usadas especificamente na fundamentação do artigo e que estão citadas no texto. 
Artigos que seguem as normas da APA não utilizam a inserção de Bibliografia onde são citados trabalhos de base ou leitura complementar. 
Para a seção de Referências continue na mesma página com um espaço em branco. Utilize espaço duplo e não deixe espaços entre as citações. As referências devem ser citadas em ordem alfabética pelo sobrenome do autor. Cada uma das referências deve aparecer como um novo parágrafo. Nomes de autores não devem ser substituídos por travessões, devem ser indicados na primeira referência e nas referências subsequentes, ordenados por ano de publicação. Não deixe espaços na margem esquerda na primeira linha. Se usar a segunda linha, deixe três espaços na margem esquerda. Ao escrever as referências, observe como colocar os títulos das obras, autores, ano, e detalhes de referências de revistas e outras publicações.
Alguns exemplos a seguir:
 
1. Livros
Anton, I. L. C. (1998). A escolha do cônjuge: Um entendimento sistêmico e psicodinâmico. Porto Alegre: Artmed.
Boscolo, L., Cecchin, G., Hoffman, L., & Penn, P. (1993). A terapia sistêmica de Milão. Porto Alegre: Artes Médicas.
Nichols, M., & Schwartz, R. C. (2007). Terapia familiar: Conceitos e métodos (7ª ed.). Porto Alegre: ArtMed.
 
2. Capítulo de livro
Hintz, H. C. (2002). O papel da família. In G. Pulcherio, C. Bicca, & F. A. Silva (Orgs.) Álcool, outras drogas, informação: O que cada profissional precisa saber (pp. 39-43). São Paulo: Casa do Psicólogo.
Levin, H. (2008). Uma cabeça e muitos chapéus. In S. Minuchin, W. Lee, & G. M.
Simon, Dominando a terapia familiar (2ª ed., pp. 153-168). Porto Alegre: Artmed.
 
3. Teses ou dissertações
Halpern, S. C. (1994). Children with disabilities: A study of family needs in Brazil. Dissertação de mestrado não publicado. Mestrado em Educação Especial. Universidade da Carolina do Norte, Chapel Hill, N. C. USA.
 
4. Artigo de revista científica
Hintz, P. (2000). Considerações sobre a onipotência como mecanismo de defesa: Um olhar sobre o indivíduo e a família. Pensando Famílias, 2, 87-95.
     (Colocar em itálico o nome e o nº revista.)
 
5. Artigo de revista científica paginada por fascículo
Cecchin, G., Lane, G., & Ray, W. (2004). A felicidade como sintoma: O caso John. Pensando Famílias, 6(6), 19-29.
(Proceder de acordo com o indicado acima, e incluir o número do fascículo entre parêntesis, sem grifar, após o número do volume, não deixando espaço entre eles.)
 
6. Artigo de revista científica com mais de seis autores
Wlochick, S. A., West, S. G., Sandler, I. N., Tein, J., Coatsworth, D., Lengua,L., et al. (2000). An experimental evaluation of theory-based mother and mother-child programs for children of divorce. Journal of Consulting and Clinical Psychology, 68, 843-856.
 
Depois do nome e da inicial do sexto autor, use “et al.” para indicar os autores restantes do artigo.
No texto, cada vez que a obra for citada use a seguinte chamada de citação entre parêntesis para seis ou mais autores (incluindo o primeiro): (Wolchiket et al., 2000).
 
7. Trabalho apresentado em congresso com resumo publicado em anais
Eschiletti, L. P. (2001, novembro). Família e escola conectadas nos sistemas [Resumo]. In Resumos de comunicações científicas, XIII Congresso Internacional de Terapia Familiar, IFTA (p. 69). Porto Alegre, RS, AGATEF.
 
8. Trabalho apresentado em Congresso, mas não publicado
Haidt, J., Dias, M. G., & Koller, S. (1991, fevereiro). Disgust, disrespect and culture: Moral judgment of victimless violation in the USA and Brazil. Trabalho apresentado no Annual Meeting of the Society for Cross-Cultural Research, Isla Verde, Puerto Rico.
 
9. Obra antiga e reeditada em data muito posterior
Bronfenbrenner, U. (1996). A ecologia do desenvolvimento humano: Experimentos naturais e planejados. Porto Alegre: Artes Médicas (Original publicado em 1979).
 
10. Autoria institucional
American Psychological Association (2006). Manual de estilo da APA: Regras básicas. (Reimpressão 2008). Porto Alegre: Artmed.
 
11. Artigos consultados em indexadores eletrônicos (elementos das referências on-line)
Correa, J., & MacLean, M. (1999). Era uma vez... um vilão chamado Matemática: Um estudo intercultural da dificuldade atribuída à Matemática. Psicologia: Reflexão e Crítica, 12, 173-194. Retirado em 02/10/2000, do SciELO (Scientific Eletronic Library Online): http://www.scielo.br/prc
 
12. Resumo On-line
Parente, M. A. M. P., Capuano, A., & Nespoulous (1999). Ativação de modelos mentais no recontar de histórias de idosos. Psicologia: Reflexão e Crítica, 12, 157-172. Retirado em 22/07/2000, do Index-Psi Periódicos: http://www.psicologia-online.org.br/psiindex.html 
 
13. Texto publicado em revista de divulgação comercial
Buchalla, A. P. (2003, 9 de novembro). Você tem medo de quê? Veja, 44, ed. 1827, 100-107.
(Colocar em itálico o nome e o nº da revista.)
 
14. Comunicação pessoal
Pode ser carta, mensagem eletrônica, conversa telefônica ou pessoal. Cite apenas no texto, dando as iniciais e o sobrenome do emissor e a data completa. Não inclua nas referências.
 
Anexos
Devem ser apresentados em uma nova página, após as referências bibliográficas. Anexos só devem ser utilizados caso forem imprescindíveis ao texto. Devem ser indicados no texto e apresentados no final do manuscrito e identificados pelas letras do alfabeto em maiúsculas (A, B, C, e assim por diante).
 
Figuras e tabelas
Devem ser apresentadas com as respectivas legendas e títulos. Não devem exceder 11,5 x 17,5 cm e devem ser apresentadas em preto e branco. Os títulos das tabelas devem ser colocados no alto das mesmas, em letras minúsculas, indicando o conteúdo das mesmas. Os títulos das figuras devem ser apresentados abaixo das tabelas, com as demais especificações. As figuras e tabelas devem ser inseridas no lugar certo dentro texto.
 
Sobre os autores
Incluir uma breve descrição de sua formação e das atividades atuais dos autores como nota de rodapé, na 1ª pág.
 
Endereço para correspondência e e-mail
Devem ser colocados no final do artigo na forma de e-mail.
 
Responsabilidade
Textos, posicionamentos teóricos e ideológicos, contidos nos trabalhos propostos, são, unicamente, de responsabilidade do autor.
 
 
Comissão Editorial da Revista Pensando Famílias
DOMUS - Centro de Terapia de Casal e Família
R. Tobias da Silva, 248, 1º andar
CEP 90570-020 - Porto Alegre, RS
Brasil