Família e Drogadição

Família e Drogadição

   
       O indivíduo pertence, desde o seu nascimento, a um contexto social que, na grande maioria dos casos, é a família. É nessa unidade social que o ser humano vivencia as primeiras relações de amor, que aprende a amar e ser amado, a expressar seu afeto, a entender o que é confiar no outro. É nela que deposita suas angústias e ansiedades, buscando o amparo para seus momentos de dor.
       Inicialmente, os estudos sobre dependência química focalizavam no indivíduo, não levando em conta a importância e o envolvimento da família neste processo. Atualmente, considerando-se que a etiologia da dependência química é multicausal e que a maior parte dos usuários mantêm vínculos familiares, torna-se necessário associar a prevenção ao uso de drogas com o contexto familiar. Para que o usuário mude seu comportamento, o sistema familiar deve mudar. Desta forma, é essencial que o tratamento da dependência proporcione uma mudança no meio ambiente do usuário. O tratamento que modifica um indivíduo deve produzir também efeitos sobre seu sistema interpessoal. Se não ocorre a mudança neste sistema, diminuem as probabilidades de cura, pois poderá haver uma pressão considerável sobre este membro para que retorne à situação anterior.
       É fundamental que a família participe ativa e funcionalmente, tornando-se competente em buscar recursos para efetivar a prevenção e/ou constituindo uma fonte de ajuda no tratamento da dependência, a fim de que este processo se torne mais eficiente e produtivo.
       A participação da família no tratamento favorece a adesão do dependente ao tratamento, propicia mudanças de comportamento, evita recaídas, aumenta os períodos de abstinência e melhora a relação familiar. Estudos realizados em várias partes do mundo apontam para a necessidade da conscientização da família como parte integrante no processo do uso de substâncias e, por essa razão, integrante também do processo de mudança e recuperação.
 
                                                                                    Helena Centeno Hintz
Psic. Clínica, Psicoterapeuta Individual, de Casal e Família.
Sócia Fundadora, Membro da Coordenação, Professora, Supervisora do Domus.