O Monstro dos Olhos Verdes no Ciberespaço: Ciúme e Redes Sociais

O Monstro dos Olhos Verdes no Ciberespaço: Ciúme e Redes Sociais

                                                                                                                                             Helena Centeno Hintz
                                                                                                                                      Melina Carvalho Trindade
                                                                                                                                                       Silvia C. Halpern
                                                                                                                                                           Juliane Toschi
                                                                                                                                      Graziele Martini Bronzatti
 
     Com o aparecimento das comunicações modernas, as trocas de informações chegaram a um patamar jamais alcançado, em um processo ainda em curso. Nesse sentido, a comunicação através das redes sociais é um fenômeno que vem se expandindo rapidamente e alterando a natureza dos relacionamentos sociais. Esse espaço de relações, definido como ciberespaço, se torna mais uma esfera de interação social, que não possui fronteiras bem delimitadas e por isso se define em um espaço de infinitas possibilidades, tornando-se um espaço importante, atrativo, e agora fundamental na constituição do sujeito e que permeia os relacionamentos conjugais atuais. Junto a isso, as redes sociais também se mostram propícias para o aparecimento de ciúme nesses relacionamentos.
     Pesquisas indicam que vários fatores de personalidade e de relacionamento contribuem para a ocorrência de ciúme. De acordo com Pfeiffer e Wong (1989), ciúme é definido como uma reação emocional que ameaça as relações, e também é uma das emoções mais prevalente e potencialmente destrutiva nos relacionamentos românticos.
     Ciúme é considerado como uma resposta emocional à ameaça real ou imaginária de perda de algo valioso a partir de um relacionamento romântico, composta de emoções básicas, como medo e raiva, podendo ser explicado por um conjunto de fatores ligados a emoções, cognição e comportamentos. Com frequência, o ciúme é entendido como um constructo multidimensional e com diversas tipologias. De acordo com Attridge (2013), ciúme é uma emoção complexa, mas comumente experimentado em algum momento na maioria dos romances.

     Este texto faz parte de um capítulo do livro “Relacionamentos amorosos: O antes, o durante... e o depois”, Vol. 2, organizado por Thiago de Almeida. Ed. PoloBooks: S. Paulo, 2014.
     Se desejar ler o capítulo completo, acesse o link abaixo.