Infidelidade no Relacionamento Amoroso

Infidelidade no Relacionamento Amoroso

       A infidelidade é um tema polêmico, e nem em sua definição se obtém consenso, por possuir significados diferentes para cada pessoa e para cada situação, assim como variam as causas que levam a este comportamento.
       Embora o termo infidelidade seja usualmente associado ao âmbito da sexualidade, abarca, tanto o envolvimento sexual, quanto o emocional com uma outra pessoa que não seja o cônjuge, sem o conhecimento e a anuência deste.
       A infidelidade abriga uma enorme variedade de situações. Pode envolver, ou não, a concretização sexual, que, por sua vez, pode se tratar de um beijo, até o ato completo; variar de um episódio à vários; de um único encontro, até a manutenção de casos que chegam a durar anos. Pode se tratar de envolvimento romântico com amigos ou colegas de trabalho. Pode ocorrer apaixonamento ou não, podendo levar à separação, ou não. Entretanto, a dor, a instabilidade e o sofrimento que resultam desse evento na vida do casal é consenso.
       Até recentemente, os casais confrontados por essa situação, tinham disponíveis apenas duas opções: separar-se ou permanecer juntos, embora distanciados pela mágoa e conflitos. A busca da terapia de casal, motivada por situação de infidelidade, vem aumentando, pelo desejo de reconstruir a relação, apesar da confusão, ansiedade e sofrimento, possibilitando assim, o desenvolvimento de novas alternativas e estratégias no relacionamento. A mudança na cultura introduz uma nova possibilidade junto ao casal, quanto à forma de enfrentar essa situação.
               
                                                                            Marli Kath Sattler
Mestre em Psicologia Clínica; Psicoterapeuta Individual, de Casal e de Família; Membro da Coordenação, Professora e Supervisora do Domus, Centro de Terapia Individual, Casal e Família.